Misto de frango e linguiças

Olá. Esse misto assado de frango e linguiça é muito fácil.

Fiz com a coxinha da asa (aquela bem pequena) e dois tipod de linguiça: uma fina de ervas  e outr mais grossa com pimentão e cenoura, ambas artesanais mas claro, podemo usar as normais de mercado.

Tempere o frango em separado se desejar, a seu gosto. Sal, alho, pimenta, salsinha, etc.

Disponha na assadeira os pedaços de frango e as linguiças cortadas já em pedaços pequenos.

Rodelas de pimentão são benvindas e dão um aroma especial. Tem quem não goste.

Coloquei algumas cebolas daquelas pequenas, inteiras apenas sem a casca.

Uma boa regada de azeite e forno. Leva de 30 a 40 minutos.

Pronto para acompanhar arroz branco ou massa.

Publicado em almoço ou jantar, cozinha, frango, receitas | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Espaguete e bolinho de carne

Foi almoço de domingo para três.

Sempre gostei de espaguete alho e óleo. Na verdade deveria ser alho e azeite, não?

Pelo fato de não ter molho fica leve e pode ser encrementado com o que tiver quase morando na geladeira.

O meu faço assim:

Preparo o espaguete, normal.

Em uma frigideira grande ou panela, coloque álho fatiado e azeite.

Desta vez peguei pepperoni fatiado que estava sobrando na geladeira, piquei e foi pra panela.

Rápida fritura e jogue o espaguete já devidamente escorrido.

É jogo rápido. Vá mexendo pra misturar e não grudar.

Esse é o momento de misturar outros ingredientes que quiser, tipo lascas de queijo, tomate seco, etc.

Eu coloquei, um pouco antes de desligar, folhas de orégano fresco (como é bom ter uma horta).

As vezes coloco menos de um copo de leite. Ele dará uma textura diferente no espaguete.

Bolinhos de carne

Eu lembro desses bolinhos desde crianças pois minha mãe já os fazia.

Um final de semana desses ela preparou alguns pra mim e matei as saudades.

Porém queria experimentar do meu preparo e pensei logo neles pra acompanhar o espaguete.

O bom que pode fazer e deixar congelado pra retirar um pouco antes de fritar.

Foi assim:

01kg de carne moída (peça pra moer duas vezes)

um bom punhado de folhas de hortelã (quem não gostar pode trocar por salsinha e/ou cebolinha

01 pacote de creme de cebola.

Quebre um ovo sobre a carne e misture bem.

Acrescente a hortelã e misture mais ainda. Hora de sujar as mãos.

Acrescente o creme de cebola e vá mexendo.

Começa a fazer as bolinhas como se fossem pequenos brigadeiros.

O segredo está nesse detalhe: bolinhas pequenas ficam melhores fritas internamente.

Antes de fritar passe suavemente em farinha de rosca. Não exagere pra não ressecar.

Pronto. Um belo acompanhamento para macarrão ou um bom petisco pra cerveja.

Rende muito.

 

Publicado em almoço ou jantar, cozinha, petiscos, receitas | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Almoço?

Ah, a preguiça.

O ócio. O esparramar-se.

Nada de medidas, misturas e fogão.

E foi assim que fomos colocando as coisas na mesa para um “belisque” antes do almoço que quando nos demos conta…

Salsichinhas, mussarela temperada, chancliche e pão acompanhados de Brahmas Extras geladas, muitas risadas e boa conversa.

 

 

Publicado em almoço ou jantar, lanche, petiscos | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Carré de cordeiro

Repito: morar no interior tem grandes vantagens e entre elas está conseguir carnes frescas.

É essencial que todos tenham um açougue de confiança. Melhor que médico de confiança ou mecânico de confiança.

Aqui  temos o nosso e foi nele que comprei o carré de cordeiro.

Não é muito barato: R$28,00 o kg, porém valem a pena.

O preparo é simples: deixar no dia anterior marinando o carré com hortelã e vinho tinto.

Não coloquei sal.

O normal é assar mas acabei cozinhando e o resultado ficou muito bom.

Na panela, azeite, cebola e alho.

Coloquei o carré e toda marinada de vinho e hortelã. Sal a gosto.

Coloquei um poco de molho inglês.

Deixe fritar de leve ambos os lados e acrescente água. Pouca.

O suficiente pra cobrir a carne.

Se desejar coloque pimenta ou outros temperos.

Eu prefiro deixar o sabor da carne de cordeiro aparecer mais.

Conforme a água for secando, coloque mais até perceber a carne macia.

Acompanhamos  com batatas assadas e brócolis refogado com alho.

Foi isso.

Publicado em almoço ou jantar, carne, cozinha, receitas | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

Crumble, ou quase isso

Não tem foto. Pena. Ficou gostoso e bonito.

Serei obrigado a fazer novamente pra fotografar. Aproveitaremos para comer, claro.

Havia feito uma única vez tem mais de 10 anos, seguindo uma receita que peguei na TV e se não me engano do extinto programa do Olivier Anquier.

Na época foi de maçã, mas esse agora fiz de pêra.

Utilizei duas peras quase maduras, daquelas mais mole (não sei o nome) e meia maçã.

Sem cascas, cortei em pedaços mais ou menos finos e não tão pequenos.

Espalhei num refratário.

Em outra tigela coloquei 250gr de açúcar mascavo, 100gr de farinha de rosca e meio pacote de bolacha maisena bem batido, fazendo uma farofa.

Usei, para isso, um copo e socador de caipirinha.

Misturei bem os 3 ingredientes e reservei (sempre quis escrever isso).rs

Em uma panela derreti 3 colheres de sopa de manteiga (ou margarina) com meia dose de uísque (lá se foi o meu Black Label).

Joguei esse caldo no refratário sobre as peras e cobri com a mistura de açúcar, farinha e bolacha.

Forno em temperatura média por uma meia hora, porém fique de olho para as frutas não queimarem na base.

Essa farofa da cobertura dará uma endurecida.

Pronto.

Comemos quente com sorvete de creme.

Fica muito bom e é fácil de fazer.

Me cobrem as fotos.

Publicado em sobremesa | Marcado com , , , , , , , , | Deixe um comentário

Frango ao curry e laranja

O almoço desse sábado teria que ser rápido, pois o Gelão tinha compromisso.

A Mônica deu uma olhada na geladeira e achou um pote com peito de frango desossado.

Como fazia pouco tempo que havia comprado curry, logo, estava resolvido.

Saímos às compras.

Na verdade não precisava comprar nada, só então umas 08 long-necks Brahma Extra.

Fui decidindo como seria feito a medida que preparava.

Cortei o peito de frango em cubos pequenos e misturei com menos de uma colher de curry.

Acrescentei folhinhas de orégano fresco (direto da nossa promissora horta, rs), alho bem picado e um pouco de sal.

Na frigideira coloquei um fio de azeite e esperei aquecer para então misturar a carne temperada.

Segui mexendo de tempos em tempos.

Sempre que faço frango fico com receio de deixá-lo cru. Nada mais horrível do que dar aquela mordida numa lasca crua da ave.

Durante esse processo sabia que não queria um frango muito seco, mas também não desejava adicionar água. Acho que soltaria demais o curry do frango.

Foi então que decidi jogar um suco de uma laranja diretamente na frigideira (cuidado para retirar um possível caroço suicida).

Deixei mais um pouco no fogo baixo e estava pronto.

Não chegou a ficar uma calda, mas nem muito aguado. Acho que ficou no ponto.

Uma receita rápida e diferente acompanhada de arroz branco que novamente ficou aos cuidados da Mônica e por algumas das Brahma Extras que afinal saímos para comprá-las.

Aprovada pela clientela aqui de casa.

Abaixo uma foto do processo ainda na frigideira.

É isso. Se fizerem, contem aqui.

Publicado em almoço ou jantar, frango | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

Bolinho de espinafre

A idéia do blog é mostrar também as coisas que não deram certo.

Esse bolinho, por exemplo. Tive a idéia de usar a mesma receita da panqueca sem o açúcar.

Antes, limpei um punhado de folhas de espinafre e refoguei com azeite e alho bem picado.

Em tempo: esse cheiro de refogado de espinafre eu acho muito bom.

Ele irá murchar bastante. Junte a massa, aqueça uma frigideira com uma gota de óleo.

Com uma colher de sopa vá formando os bolinhos na frigideira aquecida.

Um problema aparece aqui: como a massa é mole vai abrindo na frigideira. Não chega a espalhar, mas perde o que seria o formato de bolinho.

Tudo bem porque você pode ir virando e vai ficando quase um formato de hambúrguer mais fino.

Bom reforçar que fiz praticamente sem óleo algum, porém a frigideira precisa ser razoavelmente boa para não grudar.

As variações: pode acrescentar mais temperos na massa, como queijo ralado, pimenta do reino, raspa de nós moscada e por aí vai. Pensei até em colocar amendoim moído pra dar uma certa crocância.

Fica um bolinho saudável pela ausência de óleo na fritura.

Entretanto acho que ainda pode melhorar. Não sei bem o que.

Também lembra muito o tradicional bolinho de arroz.

Sugestões?

 

Obrigado e abraços.

Publicado em almoço ou jantar | Marcado com , , , , , , | 1 Comentário